Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

limbos verdes

limbos verdes

10 Mai, 2021

orvalhar

  Não tem sido possível apanhar a golden hour e a despedida do sol, mas consegui fugir para o campo  à sua chegada.  or.va.lho  ɔrˈvaʎunome masculino 1.gotículas de água provenientes da condensação do vapor de água da camada atmosférica em contacto com a superfície terrestre, formadas durante a noite por arrefecimento da referida superfície e dos objetos expostos à perda de calor por irradiação; rocio2.figurado pequenas gotas3.popular chuva miudinha4.figurado bálsamo in
03 Mai, 2021

breve passeio

ontem

  Por razões profissionais e pessoais vai ser difícil dar passeios e fazer publicações, nas próximas semanas. Por isso, deixo aqui alguns registos do breve passeio de ontem.  [quantas flores cabem em cada um de nós?]  A segunda orquídea abelha - Ophrys apifera - que aqui nasceu no quintal, abriu. Tem um 'desenho' semelhante ao das flores do ano passado, que cresceram deste mesmo pseudo tubérculo.   
17 Abr, 2021

as últimas flores

    Estes últimos dias têm tido uma luz, a espreitar entre as nuvens, quase etérea, como se fosse visível aos olhos um qualquer magnetismo na atmosfera. Muitas plantas também espreitam  da terra, orgulhosas, mostram as suas cores e formas. A roseira brava, as bocas de lobo, os cardos. Allium, Misopates calycinum, Bellardia trixago, Linum usitatissimum, Cynoglossum creticum, Anchusa italica,        Várias Silenes em floração, assim como as (...)
  Ontem foi dia de encontrar estes vários pés de Ophrys scolopax, num sítio  onde não costumo ir com muita frequência, apesar de muito próximo dos meus circuitos habituais. Tenho aguardado a floração de alguns pés de Ophrys apifera e Ophrys scolopax num outro local, mas foi uma completa surpresa encontrar estes no sítio onde cresceram. Pelo número de flores abertas estão em floração há algumas semanas, numa zona de sombra parcial de zambujeiros.  Apesar das (...)
11 Abr, 2021

uma imagem

vários ciclos

[Gosto muito desta fotografia. Não que seja uma 'boa fotografia' mas pelo que representa. Primeiro: tem a minha podenga. Só essa razão é suficiente para que eu goste dela. Mas tem outros elementos também.  O que está atrás de nós é uma pequena adega de um vizinho, aqui na aldeia. Durante a infância esta árvore não existia e estes blocos de pedra eram em maior número e faziam uma espécie de pequeno 'palco'. Eu, a minha irmã e alguns amigos brincámos aqui durante  horas, (...)