Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

limbos verdes

limbos verdes

07 Mar, 2021

os sinos azuis

  Hyacinthoides hispanica - jacinto silvestre ou jacinto do campo-, originário da Península Ibérica, já está em floração há várias semanas (tendo aparecido uma ou outra vez neste site, no registo de algum passeio). Mas, neste momento, estas campainhas ou sinos azuis estão efetivamente por todo o lado, desde os locais mais sombrios aos mais expostos ao sol, e merecem, sem duvida, um post só seu.  Planta vivaz, bolbosa, pode atingir até 40cm de altura, as folhas lineares (...)
06 Mar, 2021

antes & depois

  Scabiosa atropurpurea saudades-roxas, suspiros-roxos, suspiros  planta vivaz ou bienal, raramente anual, glabrescente ou tanto frouxamente vilosa, de caules até 1 metro, simples ou ramificados; folhas da base crenado-dentadas ou penatipartidas, com lóbulo terminal maior que os laterais (...)  capítulos com 20 a 40 mm de diâmetro, elipsoides, oblongos na frutificação; bráteas involucrais linear-lanceoladas, mais largas na base, iguais ou menores que as flores; corola das (...)

Orchis italica

  E o mês de março começou com dezenas de inflorescências desta belíssima orquídea, Orchis italica, também conhecida como a flor dos macaquinhos ou a flor do homem nu. Este primeiro exemplo (primeiras duas fotografias) é uma exceção. Cresceu sozinha. Não será indiferente a localização: desenvolveu-se em cima de um grupo de pedras. Na grande maioria dos casos crescem em grupos, como na imagem abaixo. Nas últimas fotografias, duas plantas  em que as flores (...)
05 Mar, 2021

d' ouro

  Ranunculaceae do latim 'rānunculus', pequena rã, pelo hábito anfíbio de várias espécies deste grupo de plantas.  Ranunculus repens Botão d'ouro  Vivaz, desenvolve-se a partir de rizoma, multicaule.  As pequenas flores, amarelo dourado, surgem  debaixo de algumas árvores e arbustos, que por aqui crescem. Pequenos pontos luminosos que se destacam na sombra. Impossível desviar o olhar.  Ranunculus ficaria Celedonia-menor; Ficaria  Vivaz, desenvolve-se através de (...)
03 Mar, 2021

e assim começou

março

  1. Myosotis 2. Erodium cicutarium 3.  Salvia do prado   4. Erica lusitanica 5. Saxifraga granulata 6. Cistus salvifolius (fotografias abaixo) Março começou, também, com o aroma do jasmim dos poetas, aqui no terreno, e com diversas flores das dimorfotecas já abertas.  O belíssimo amarelo solar continua presente, nas diversas flores dos ranúnculos - botão d'ouro, Ranunculus repens - ou nas anémonas - Anemone palmata- ambos da família Ranunculaceae.  (...)

novos avistamentos

Actualizado a 27 fevereiro, dia em que encontrei pela primeira vez um grupo de Ophrys bombyliflora, a orquídea zangão - fotografias acima - , e várias Cephalanthera longifolia - fotografias no final do post. São já quatro as espécies que vi pela primeira vez neste 2021.  (o post foi escrito inicialmente a 20 de fevereiro) Esta semana que passou foi incrível, relativamente ao avistamento de orquídeas silvestres. Vi três espécies que nunca tinha visto antes, duas (...)
22 Fev, 2021

entre o sol

e a chuva

  Ulex europaeus em floração (acima) e novas folhas a rebentar (abaixo).  O verde pelo campo é cada vez mais intenso, com mais nuances de diferentes plantas. O número de plantas a entrar em floração aumenta dia após dia. Os arbustos e árvores de folha caduca preparam-se para fazer crescer as folhas novas.  Fotografia abaixo: um novo espaço verde, de um vizinho, a crescer na aldeia.  1. Linum bienne  2. dente de leão  3. Anemone palmata 4. Salvia dos prados  5. Eupho (...)
15 Fev, 2021

Ophrys fusca

  Regressei ao local onde encontrei, pela primeira vez, as  Ophrys fusca, munido da lente macro. Não sei precisar mas demorei vários minutos para perceber onde estavam. Eu, que não sou um entusiasta que falemos com as plantas, dei por mim a chamar por elas - faz-me mais sentido que tentemos ouvi-las, entende-las, antes de tudo. A certo momento, estava pronto a desistir - já convencido que teriam sido comidas por (...)