Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

limbos verdes

limbos verdes

23 Mar, 2023

*into the wild

  uma Centranthus calcitrapae naquela fase da floração que me transporta para os 'céus', como referiaqui.  viver em cima duma flor, neste caso numa cenoura brava.  uma vez mais avistei o híbrido Orchis × bivonae - Orchis anthopophora, Orchis italica.  a folha do funcho parece uma repetição sem fim de si mesma. o aroma está maravilhoso.  twoness.  as orquídeas silvestres anacamptis pyramidalis come (...)
13 Mar, 2023

hoje

orquídeas silvestres

na natureza não se sente o - ainda -inverno. o ritmo da primavera já se instalou. várias plantas em floração, mas este post é dedicado às orquídeas silvestres. vários géneros/espécies a  crescer lado a lado.  diversas orquídeas silvestres em floração em simultâneo:  Ophrys lutea, Ophrys fusca, Orchis italica, Aceras anthropophorum - man orchid.  ( a ordem das imagens é exatamente a oposta)  muito engraçado. as Ophrys fusca que vivem pertinho da minha casa (...)
16 Fev, 2023

dias

de lua cheia, de flores

as flores são de hoje, as árvores são da última lua cheia.  não estou satisfeito com o resultado da lente macro - que usava habitualmente- com o telemóvel - que uso agora  - nas fotografias das flores- mas  é o que se arranja de momento... :)  

*cause we are all made of stars

  as pequenas flores destas espécies  -Linum setaceum  e Linum bienne -lembram-me  pequenos sóis e luas. dá vontade de as flores ampliar, ampliar, usá-las estampadas na roupa nas paredes, no mundo das pessoas  para que todas possam nelas mergulhar  seguir as suas linhas, delicadamente desenhadas, com o olhar  da extremidade das pétalas ao centro e do centro à extremidade, novamente  alimentar os sentidos,   a alma   "and no one can stop us now 'cause we are all made of (...)

actualizado com vídeo

   Himantoglossum robertianum,   a gigante das orquídeas  avistada ainda em dezembro de 2020   a partir de 11 de fevereiro, e pela primeira vez, avistei diversas Ophrys fusca com algumas diferenças relativas à dimensao/cor das flores. as primeiras encontrei-as em locais de maior altitude e com uma estrutura mais pequena. as últimas -a partir de  1 março- mais altas e com flores maiores (...)
18 Dez, 2021

o rosto da terra

ou o pavimento deste t0

  dei por este sítio em 2016/7. são vários os hectares de mata densa, com algumas clareiras, que envolvem o castro. vivia em lisboa ainda mas trabalhava já no meu terreno a menos de 1km. quando aqui vim pela primeira vez. foi o enquadramento da ribeira - de pedrulhos- que me chamou a atenção nesses primeiros momentos. imagem acima. no livro memorial do convento, os personagens principais, a caminho de mafra, param nas margens desta ribeira. o contentamento que trazem é tal que (...)

do zambujeiro

    Lembro-me de aqui estar no primeiro dia do ano. As árvores e arbustos são  os mesmos, mas a vegetação que cobre o solo é diferente. Há, agora, um tom rosa e dourado predominante e já não o verde de janeiro. São muitas as paisagens na paisagem, ao longo do ano.  O que me faz querer regressar a cada local são diferentes coisas. Nalguns sítios o olhar foge para sul, noutros para oeste - mar- noutros, como aqui, o zambujeiro é o protagonista. Há uma espécie de grande (...)