Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

limbos verdes

limbos verdes

22 Mar, 2021

pelos trilhos

montejunto (1)

  Segundo a minha mãe, fui à Serra de Montejunto com ela e com o meu pai  nos meus primeiros anos de vida. Não tenho qualquer memória desse passeio. Foi, por isso,  como uma primeira vez.  Mal cheguei, e como fui sozinho, segui um trilho identificado. Gosto de sair dos percursos habituais e de ir atrás de alguma planta que me chame a atenção. Mas não quis arriscar numa primeira visita, num espaço que me pareceu grande e que desconheço completamente.  Vi logo várias (...)
21 Mar, 2021

dos reflexos

e do que se reflete

  Ophrys speculum subsp. lusitanica  Orquídea-espelho  Ontem vi pela primeira vez esta espécie do género Ophrys, relativamente perto de casa. Um único pé, numa zona muito próxima onde crescem Ophrys apifera.  Esta flor 'copia' a forma de uma vespa - Dasyscolia ciliata - para ser polinizada.  Este ano está a ser muito especial. sem dúvida. E eu convencido que tinha andado muito atento às orquídeas silvestres, nos anos anteriores. Afinal...    " Para um ser séssil, (...)
20 Mar, 2021

da mistura

  Ontem foi dia de ir à Serra de Montejunto e de ver mais algumas orquídeas silvestres. Partilharei imagens desse passeio daqui a uns dias. Mas foi perto de casa que encontrei este híbrido - três pés. Habitualmente chamado de  Orchis x bivonae, resulta 'da mistura' entre Orchis italica e Orchis  anthropophora - imagem seguinte.    Mais um momento de contentamento, este encontro com esta planta. Andei alguns metros e vi o sol despedir-se em frente deste zambujeiro (...)
11 Mar, 2021

esta semana

versão fotográfica

  Primeira Anacamptis pyramidalis do ano.  Embaixo: um dente de leão apoiado numa Himantoglossum robertianum que começa a secar.  Uma Chrysolina lucidicollis e uma margarida com uma visita.  Muitas Orchis italica em floração, neste momento. Nas duas últimas fotografias, uma delas com uma abelha que morreu abraçada a uma das suas flores. 
08 Mar, 2021

veludo e prata

a minha preferida, até agora

  Já tinha falado das Ophrys fusca, quando vi pela primeira vez alguns 'pés' desta espécie. Semanas depois, encontrei outras, a dois ou três kms do local onde as primeiras avistadas estavam localizadas, bem mais altas e com algumas diferenças nas cores. Até agora, estas ultimas, são as minhas flores preferidas, deste ano. Parecem ser feitas de um belo contraste: uma mistura de veludo e prata, de quente e (...)

Orchis italica

  E o mês de março começou com dezenas de inflorescências desta belíssima orquídea, Orchis italica, também conhecida como a flor dos macaquinhos ou a flor do homem nu. Este primeiro exemplo (primeiras duas fotografias) é uma exceção. Cresceu sozinha. Não será indiferente a localização: desenvolveu-se em cima de um grupo de pedras. Na grande maioria dos casos crescem em grupos, como na imagem abaixo. Nas últimas fotografias, duas plantas  em que as flores (...)

novos avistamentos

Actualizado a 27 fevereiro, dia em que encontrei pela primeira vez um grupo de Ophrys bombyliflora, a orquídea zangão - fotografias acima - , e várias Cephalanthera longifolia - fotografias no final do post. São já quatro as espécies que vi pela primeira vez neste 2021.  (o post foi escrito inicialmente a 20 de fevereiro) Esta semana que passou foi incrível, relativamente ao avistamento de orquídeas silvestres. Vi três espécies que nunca tinha visto antes, duas (...)