Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

limbos verdes

limbos verdes

24 Set, 2021

notas 5

  - perseguir o sentido:  cada um de nós, com a informação que tem a cada momento e com as experiências que traz, procura o que lhe faz sentido. ando, também eu, à procura do 'meu sentido' e preciso perseguir visualmente - mentalmente e também emocionalmente- uma inquietação concreta. espero que mais la para a frente a inquietação se dissolva e resultem, deste processo,  imagens que façam pensar e sentir, e que me tragam sentido. claro.  - da gratidão: não tenho mais (...)
14 Set, 2021

notas 4

- gosto dos dias frescos depois  dos quentes, gosto das chuvas no fim do verão/ início do outono. gosto do cheiro a vindima que paira na aldeia, dos sons da adega a funcionar. sinto-me em casa, sempre, nesta altura do ano.  -  sinto-me muito bem, também, por não voltar a fazer arranjos com suculentas este ano. será o primeiro natal em muitos anos que não os farei. e é uma liberdade maravilhosa. fiz  milhares nos últimos 10anos. e, modéstia à parte, fiz coisas incríveis (...)
21 Ago, 2021

notas 3

- não tenho feito as consideradas fotografias 'normais', para os tempos em que vivemos. e tem-me sabido bem esta pausa. aqui, onde as imagens em filme vão surgindo, o tempo parece maior,  mais estendido, mais maturado, mais denso. pergunto-me, por vezes,  porque o faço, até porque este tipo de fotografia não deve interessar a  praticamente ninguém e criar estes pequenos 'postais' é uma actividade dispendiosa. mas gosto do processo. dos exercícios mentais que me acompanham (...)
05 Ago, 2021

notas 2

  -como portais: por vezes parece que está tudo alinhado.  os contornos dos trilhos desenhados pela chicória silvestre. olhamos com atenção para as flores luminosas, e percebemos que no fundo são como portais. enviam-nos para o sítio certo, onde faz sentido estar, para uma realidade vibracional - emocional - específica.  - se parece um beijo é porque se trata de um beijo, efetivamente:   - onde venho desenhar o futuro: 
03 Ago, 2021

notas

No final do ano passado voltei a pegar na máquina fotográfica Diana F+ e na Sprocket Rocket. Não o fazia há cerca de 10 anos.  As múltiplas exposições no mesmo pedaço de filme entusiasmam-me. Desde essa altura tenho  feito várias fotografias utilizando essa técnica. As porta/portões/janelas têm sido elementos presentes.  Estas três imagens - 120mm film - são de janeiro passado. Tranquilamente algumas dessas imagens continuarão a passar por aqui.  [ we all breathe, if (...)

*I am

  depois da floração das Ophrys fusca -os três pés 'asas de prata', como as gosto de chamar , pelas características específicas da flor - ocorreu-me imprimir algumas imagens para saborear, durante mais tempo, a beleza única delas. questões pessoais nos últimos dois meses - cirurgia da minha mãe e doença da minha podenga - não me permitiram fazê-lo mais cedo. entretanto, avancei e acabei por incluir (...)
24 Jun, 2021

florir

muitas vezes

Sorrio sempre que encontro encontros destes: as flores de agora com o escape floral de anos anteriores.  Sorrio porque nesses momentos constato que está tudo certo. Elas, as plantas, que não se distraíram e cumpriram a sua função, uma vez mais. Continuaram a ter, portanto, condições para que esse processo ocorresse - as relacionadas com o clima e não tiveram habitat destruído, tendo em conta o período que vivemos, considero importante referi-lo. E eu, o observador, a cumprir a (...)

do zambujeiro

    Lembro-me de aqui estar no primeiro dia do ano. As árvores e arbustos são  os mesmos, mas a vegetação que cobre o solo é diferente. Há, agora, um tom rosa e dourado predominante e já não o verde de janeiro. São muitas as paisagens na paisagem, ao longo do ano.  O que me faz querer regressar a cada local são diferentes coisas. Nalguns sítios o olhar foge para sul, noutros para oeste - mar- noutros, como aqui, o zambujeiro é o protagonista. Há uma espécie de grande (...)